Uncategorized

(para aqueles que se enchem do passado)

Um dia só, mais três, chove no quinto e é provável que nada mais reste depois. Eu vi uma cena magnífica, mas você nunca entenderia. Vi o sol nascer por detrás de montanhas muito altas, andei por praças que jamais existiram, tomei vinho à beira de um lago congelado, estive em lugares assombrados, enfim, locais que desafiam a resiliência da minha memória. A matéria que sou hoje, essas linhas embaraçosas que limitam a carne que me compõe, essa matéria era outra em outro tempo. E assim eu era outro também. É uma sensação muito estranha pensar naqueles tempos e ver que nada daquilo faz sentido hoje em dia. Eu encontrei um amigo esses dias e sequer conseguia lembrar porque nos deixamos de falar, e nós conversamos, e senti pequenas pontadas do passado. Mas é melancólico, ao mesmo tempo, porque eu também já não sou aquela pessoa, e eu nunca olho para trás. Encontrei você e já não eras mais o mesmo. Quanto tempo se passou, seis meses? E deste então você tomou outro rumo, quase te reconheci. Seu rosto cadavérico e seu olhar assustado contrastam com aquela vida exuberante que você ostentava. Percebi que sua matéria também havia mudado, então você era outro. E é triste quando isso acontece com pessoas tão próximas. Esses dias ela veio aqui em casa, e também exibia esse rosto seco nas bochechas, mas por outros motivos. No caso, não era matéria nova, e sim excesso da antiga. E eu não posso fazer nada. Ela disse meu nome, cansada, e riu com algum esforço lembrando de coisas bobas. O castigo, então, não é exatamente ter que lembrar isso ou aquilo, mas permanecer com partes antigas do nosso corpo que queremos logo nos desfazer. Qual  é aquele velho ditado sobre o tempo, mesmo?

Anúncios
Padrão

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s